Liturgia diária › 31/10/2017

3ª-feira da 30ª Semana do Tempo Comum

1ª Leitura – Rm 8,18-25

Toda a criação está esperando ansiosamente
o momento de se revelarem os filhos de Deus.
Leitura da Carta de São Paulo aos Romanos 8,18-25

Irmãos:
18Eu entendo que os sofrimentos do tempo presente
nem merecem ser comparados com a glória
que deve ser revelada em nós.
19De fato, toda a criaçóo está esperando ansiosamente
o momento de se revelarem os filhos de Deus.
20Pois a criação ficou sujeita à vaidade,
não por sua livre vontade,
mas por sua dependência daquele que a sujeitou;
21também ela espera ser libertada da escravidão da corrupção
e, assim, participar da liberdade
e da glória dos filhos de Deus.
22Com efeito, sabemos que toda a criação, até ao tempo presente,
está gemendo como que em dores de parto.
23E não somente ela, mas nós também,
que temos os primeiros frutos do Espírito,
estamos interiormente gemendo,
aguardando a adoção filial e a libertação para o nosso corpo.
24Pois já fomos salvos, mas na esperança.
Ora, o objeto da esperança
não é aquilo que a gente está vendo;
como pode alguém esperar o que já vê?
25Mas se esperamos o que não vemos,
é porque o estamos aguardando mediante a perseverança.
Palavra do Senhor.

Fonte: CNBB