Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus

Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus

Rua João XXIII (por trás da Igreja Matriz) - Centro, Moreilândia - PE Cep: 56150 - 000


Pároco : Pe. José Gilson da Costa
Telefone: (87) 3891-1399
E-mail: paroquiademoreilandia@yahoo.com.br

Missas na Matriz:

Domingo ás 08h00 e ás 19h30mim

Quinta -feira ás 19h00

Funcionamento da Secretaria Paroquial

De segunda à sexta- feira das 08h00 ás 12h00

 

Atendimento do padre

Quinta –feira das 15h00 ás 17h00

Sexta –feira das 08h00 ás 12h00

 

Batizados:

Todo 4º Domingo de cada mês ás 09h00

Casamentos:

Procure a secretaria paroquial para agendamento.

 

A devoção á Santa Terezinha no Sítio dos Moreiras (antigo nome de Moreilândia), remonta ao inicio do século XX. No final da década de 1920 foi construída a capela para guardar a imagem da Santa, recém-canonizada, que até então, era conservada na residência do Sr. José Lopes. Em 17 de setembro de 1931 foi celebrada a primeira missa pelo Padre José Peixoto de Alencar. Era o encerramento da novena da padroeira e a data 17 de setembro é tradicionalmente lembrada todos os anos, sendo celebrado nesta data o dia da padroeira. Na primeira missa, estimavam-se cerca de 200 pessoas vindas das regiões próximas. Sítio dos Moreiras contava na época com aproximadamente 12 famílias. A capela pertencia a Paróquia de Nossa Senhora do Bom Conselho de Granito. Alguns acontecimentos que marcaram a história da capela nas décadas seguintes foram: a imposição do sino em 1951, acompanhado de 100 casais como padrinhos; a ampliação da capela na década de 1960; a passagem de Frei Damião em 1964; a construção da torre em 1979; a visita das Relíquias de Santa Terezinha em 1998 e a restauração da matriz em 2009. A paróquia foi criada em 22 de novembro de 1997 – Vésperas da Solenidade de Cristo Rei – por Dom Paulo Cardoso, Bispo de Petrolina. O território da paróquia compreende todo o município de Moreilândia. Na ereção canônica, contava com 12 comunidades: Matriz (Santa Teresinha); Cariri-mirim (Santa Luzia); Mandacaru (São Francisco); Escondido (São Francisco); João Bento (São João Batista); Fortalezinha (N. Sra. Aparecida); Jenipapo (N. Sra. da Conceição); Cantagalo (Santo Expedito); Tamburil (Bom Jesus da Lapa); Vila São João (São João Batista), Brás (São João Batista) e Varjota (São José Operário). As pastorais existentes eram a Pastoral do Dízimo, Pastoral da Família, Pastoral da Criança, Legião de Maria (3 praesidium), Fraternidade do Carmo, Batismo, Pastoral dos noivos e catequese. Teve como primeiro pároco o Padre Malan Viana Torres. Como paróquia, foi assistida pelos seguintes padres:

Padre Domingos Malan Viana Torres

Padre Domingos Pedro da Silva

Padre Francisco Muniz Barreto

Padre Edmilson Pereira de Souza

Padre Francisco Xavier de Queiroz

Padre Expedito Claudino dos Santos

Padre Vicente de Paulo Gomes Ferreira

Padre José Ricardino de Souza

Padre José Gilson da Costa – atual.

Hoje, com 17 anos de criação, a paróquia compreende 29 comunidades e destaca-se pelo grande número de pastorais, pela missão e evangelização. Desde 2010, com a criação da nova diocese, é integrante da Diocese de Salgueiro.