Notícias da Diocese › 27/04/2016

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Verdejante

Logo Paroquia Verdejante

Nesta calma terra do Sertão Central, por Deus abençoada, vive um povo hospitaleiro e pacífico que preserva suas tradições e suas raízes.

A história do município de Verdejante é marcada pela fé em Deus e pela veneração a Nossa Senhora. Dona Joaninha, esposa do Coronel David Jacinto, muito religiosa costumava celebrar em sua residência a festa da Imaculada Conceição. Realizava-se a novena e ao final acontecia a procissão seguida por uma missa no dia 08 de dezembro.

A ideia da construção da capela foi do Padre Manuel Firmino que era o celebrante da missa das festividades de Nossa Senhora da Conceição. E foi em um belo dia, 25 de dezembro de 1916, depois da missa do Natal que o local da capela foi escolhido. O Sr. David Jacinto e seu cunhado Mariano Gomes de Sá doaram o patrimônio para a construção.

Foi no primeiro domingo de 1917 que o povo manifestou seu espírito de fé e união, quando homens, mulheres e crianças iniciaram o carregamento de todos os materiais necessários à edificação da obra e nesse dia aconteceu também a 1ª feira.

O Padre Manuel Firmino em viagem a Itália a procura da imagem de N. Sra. da Imaculada Conceição, não houve êxito, e por isso sugeriu que a nova padroeira da capela fosse Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. No dia 08 de dezembro de 1918 chegou a imagem da nova padroeira, para alegria de todos e crescimento da fé. Mesmo com a mudança da Padroeira a devoção a Nossa Sra. Imaculada Conceição continua até os dias atuais no Sitio Riacho Verde II.

Anunciando o amor a Deus e a vivência do Evangelho de Jesus Cristo, vários padres, párocos da paróquia de Salgueiro aqui estiveram e os trabalhos que aqui realizaram foram de grande importância no fortalecimento da fé e da religião católica em Verdejante. Podemos citar o Padre Antonio Gomes de Andrade, Frei Egídio Elcito Capuchinho, Pe. Sisenando de Sá Barreto, Pe. Mariano Neto, Pe. Lêo, Pe. Antonio Boot. Também esteve à frente da paróquia o Pe. Dionízio Van Lil que teve como sucessor o Pe. Domingos de França Dourado. O Pe. Manuel Garcia, de origem espanhola, assumiu a paróquia até 1990, quando foi para a África.

Sem esquecer da presença do Pe. José Maria Prada, que colaborou com o Padre Garcia, chegando em 1981 e desenvolvendo sua missão até 29 de abril de 1991, quando foi assassinado por defender o Evangelho. Em 1991, o Padre Remi, de nacionalidade Italiana e já residente no Brasil há alguns anos, assume a Paróquia de Salgueiro até 26 de março de 2006, tendo como colaboradores o Pe. Lino, Pe. José Teles e o nosso Pe. Antonio Pizzuto. E como o seu sucessor o Pe. Adenir atual pároco de Salgueiro.

Diversos outros padres por aqui passaram, eventualmente, ou convidados, estando por poucos dias, mas deixando uma grande mensagem de amor e compromisso com o anúncio da palavra de Deus.

Queremos Lembrar o Padre Antonio Pizzuto foi o único Padre residente aqui no município de Verdejante, que hoje tem a felicidade de realizar um sonho de muitos anos que é a instalação da Paróquia.

Com a presença de Dom Magnus, Bispo da Diocese de Salgueiro e de vários padres aqui presentes nesta bela festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, recebemos hoje cheios de júbilo a paróquia de Verdejante e desejamos muita paz e luz ao nosso pároco Pe. Antonio Pizzuto. Que Deus o ilumine sempre nesta missão. Todos os munícipes, cristãos, católicos, irmanados neste momento, leigos, integrantes de diversas pastorais e de municípios circunvizinhos, dos sítios, povoados e distritos do município de Verdejante, religiosos, autoridades, todos elevam a Deus neste momento um agradecimento pela nova paróquia que acaba de nascer.

História da Paróquia da cidade de Verdejante/PE. Texto produzido por Adriana Matias com base em pesquisas na Catedral de Salgueiro e entrevistas em Verdejante. Lido no dia 27/06/2011 na Instalação da Paróquia de N. Sra. do Perpétuo Socorro.

Fontes: História do município de Verdejante, por Sr. Antonio Tavares e Lourdite Tavares; – Em entrevistas com pessoas da comunidade; – Trechos do filme documentário “Um tiquim de Verde” produzido por Robson Sá; – Em entrevista com o Sr. Antonio Tavares realizada pelo Projeto Rondon em junho de 2010; – Informações coletadas por Adriana Matias, na Paróquia de Salgueiro; – Em 27 de Junho de 2011 na Data da Criação da Paróquia.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.